domingo, maio 22

Poema de amor


Era dia de sol limpo
e o sol brilhava de uma forma especial

O meu Amor levou-me
à encosta do monte
do lado este
onde nasce a esperança no horizonte

Ó quão grande é o amor do meu amado
para me mostrar este lugar.

Meu Amor pousou-me numa rocha
no lugar mais alto da montanha.
Os pássaros cantavam ao Senhor
por mais uma vez ter feito brilhar a manhã.
Lindos lírios dançavam em ações de graça
por terem vestidas lindas vestes.
As flores de íris bailavam a favor
da brisa que dos céus desce.

Ó quão grande é o amor do meu Amado
para me pousar neste lugar.

Lá em baixo muitas corças saciavam
sua cede em água cristalina.
Água que transbordava do topo da montanha
e descia no canal da colina.
Meu Amado disse-me: "Se quiseres estica o teu braço
até ao ribeiro que do teu lado passa.
Bebe de sua água para que todo o mal
que em ti está se desfaça".

Ó quão grande é o amor do meu Amado
que me fez saborear este lugar.

Pobre de mim pois adormeci, e meu Amor
tinha-me avisado que não era tempo de descansar.
Acordei com comerciantes aos meus pés,
Seus corpos serpenteavam e tentavam-me aliciar.

Uns riscavam os escritos do meu Amor
outros liam para multidões, enquanto cuspiam,
suas iniquidades para o dedo que folheava
o livro do meu Amado.
Uns traziam-me a sedução do pecado
outros abriam cortinas de veludo, para que visse
as primícias do outro lado

Ó porque não dei ouvidos ao amor do meu Amado
que me tinha firmado naquele lugar.

Todos os malfeitores  começaram a cantar,
como que em grande coro "Teu Amor mostrou-te a rocha,
para depois escaldar teus pés na areia".
"Mostrou-te o seu quintal, para depois te largar no deserto".

"Vem para o nosso lugar
 que contigo vamos chorar"

Minha alma lamentava-se e meu rosto tentava esconder.
As minhas lágrimas clamavam e meus lábios gritavam
"Será verdade? Será que perdi o teu amor Amado meu?
Por um dia te desobedecer?

E o coro continuava:
"Vem para ao pé de nós
faremos luto por ti"
Foi então que gritaram
"Fujamos que seu clamor acordou o Leão.
Se as suas mandíbulas nos tragarem,
morreremos em vão".

Angustiei-me em meu coração, pensando que olharia
para trás e veria também o meu fim.
mas quando olhei vi o Cordeiro descer do cimo do monte
Chamando por mim.
Ao passar por mim matando os malfeitores, vi as costas dEle
Era um Cavaleiro vestido de Branco montado num cavalo branco.
e proclamava as minhas promessas,
seguido dos seus arqueiros escolhidos,
toda a cavalaria chamada e seus escudeiros fieis
que gritavam amém, amém, amém.

Então livre me vi e louvei ao amor do meu Amado
que um dia ma fará viver no cimo daquele lugar.

9 comentários:

  1. PAZ..QUE LINDA POESIA..ME EMOCIONEI AO LER ..QUE MARAVILHOSO É NOSSO DEUS ..QUE SE MANIFESTA ATRAVÉS DAS PALAVRAS..QUE NOSSO DEUS CONTINUE TE CAPACITANDO..KÁ

    ResponderEliminar
  2. Oi Ká, obrigado. Desejo o mesmo para ti.

    ResponderEliminar
  3. Nossa.. fiquei emocionada também ao ler. Imagens lindas vieram a minha mente.. POESIA PERFEITA! Parabéns.
    Como é lindo o Amor do nosso Amado..
    DEUS TE ABENÇOE MUITO! =) Sarah.

    ResponderEliminar
  4. Lindo poema... Impactante!

    Mas, também, pelo fato de ter sido feito com amor, não poderia ser diferente.
    André, O Senhor se agrada dos corações sinceros que O adoram em espírito e em verdade.
    Que Ele continue te inspirando a adorá-lO, a provocar sorrisos em Sua face.
    Que Ele prossiga em te capacitar e use as suas mãos para escrever mais presentes como esse... Causadores de felicidade em todos os que acompanham o seu trabalho e, principalmente, n'Ele... O Amado Pai, digno de toda honra e glória.

    Ótima semana, irmão!

    ResponderEliminar
  5. lindo poema,que mostra o grande amor do nosso amado,Deus em Cristo te abençoe e o inspire mais e mais.......Shalom

    ResponderEliminar
  6. André,
    Gostei muito mesmo!
    Lindas palavras!
    É de sua própria autoria?
    Se for: Parabéns!
    Que Deus o inspire mais!
    Esses poemas alcançam vidas perdidas!
    Paz pra vc!

    ResponderEliminar
  7. Muito Lindo,e que o Senhor o Abençõe
    e inspire sempre mais.

    ResponderEliminar